Terça-feira, 5 de fevereiro de 2019

Só por hoje quero ser aprender com a vida e com as pessoas prudentes a virtude da prudência. Quero ser prudente sobretudo diante de controvérsias, tensões, polêmicas e riscos. Quero aprender a me arriscar mais na arte de amar, correr o revolucionário risco de me deixar amar, correr o risco de afirmar minha opinião, o risco de ser eu mesmo, o risco importante de decidir ser feliz em todos os lugares, em todos os momentos e em todas as circunstâncias (…) “Quem ama, arrisca” (Santo Agostinho).

Mayer, Canísio. Só por hoje. São Paulo: Paulus, 2ª reimpressão,2018.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *