Sexta-feira, 04 de outubro de 2019

Só por hoje  quero ser um instrumento de amor e de paz. “Senhor! Fazei de mim um instrumento de vossa paz: onde há ódio, que eu leve o amor; onde há ofensas, que eu leve o perdão;  onde há discórdias, que eu leve a união; onde há dúvida, que eu leve a fé; onde há erro, que eu leve a esperança; onde há desespero, que eu leve a verdade; onde há tristeza, que eu leve alegria; onde há trevas, que eu leve a luz. Ó Mestre! Fazei que eu procure mais consolar que ser consolado, compreender que ser compreendido, amar que ser amado. Porque é dando que se recebe, é perdoando que se é perdoado e é morrendo que se vive para a vida eterna” (Francisco de Assis).

Mayer, Canísio. Só por hoje. São Paulo: Paulus, 2ª reimpressão, 2018.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *