Segunda-feira, 22 de abril de 2019

Só por hoje quero manter a paz, a paciência e a esperança. Quero confiar na esperança de que cada amanhecer sempre vence a escuridão da noite. Quero aprofundar a confiança de que a vida é mais forte que a dor. Quero confiar que sempre existe esperança para quem confia, para quem é paciente e para quem faz a vida acontecer na esperança. Quero afirmar a vida para além das tempestades. “A neve e as tempestades matam as flores, mas nada podem contra as sementes” (Khalil Gibran).

Mayer, Canísio. Só por hoje. São Paulo: Paulus, 2ª reimpressão, 2018.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *