Segunda-feira, 21 de outubro de 2019

Só por hoje quero ser fiel ao que sou e ao que devo e posso ser em cada momento da vida. Isso não quer dizer que vou ser chato ou certinho, mas alguém na dinâmica da vida e atento ao que me fará feliz dentro de cada contexto existencial. Não quero negar o que sou e muito menos quero me falsificar vivendo às custas de modismos, opiniões e imitações. Quero colocar-me continuamente a caminho. Quero ir ao encontro da verdade mais profunda. Acima de tudo, quero aprender a ficar só, comigo mesmo e com tudo o que sou, sinto, desejo e sonho. “O ser humano é o único que se falsifica… o ser humano só se tornou humano, e só se tornou histórico, quando aprendeu a ficar só” (Nelson Rodrigues).

Mayer, Canísio. Só por hoje. São Paulo: Paulus, 2ª reimpressão, 2018.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *