Segunda-feira, 17 de junho de 2019

Só por hoje  quero aprender de tudo o que não vivi o suficiente. Ainda posso. Ainda está em minhas mãos o que posso ser e viver mais. “Devia ter amado mais. Ter chorado mais. Ter visto o sol nascer. Devia ter me arriscado mais, e até errado mais. Ter feito o que eu queria fazer. Queria ter aceitado as pessoas como elas são. Cada um sabe a alegria e a dor que traz no coração. Devia ter complicado menos e trabalhado menos. Ter visto o sol se pôr… Devia ter me importado menos com problemas pequenos… Ter morrido de amor! Queria ter aceitado a vida como ela é. A cada um cabe alegrias, e a tristeza que vier” (Titãs).

Mayer, Canísio. Só por hoje. São Paulo: Paulus, 2ª reimpressão, 2018.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *