Segunda-feira, 15 de junho de 2019

Só por hoje quero aprender a decidir no tempo. Não quero ser telespectador da vida. Mas quero ser o ator principal, tamanha a minha vontade de ser sujeito e fazer o melhor. Tenho consciência de que há um tempo para tudo: “Um tempo para plantar e um tempo para colher, um tempo para destruir e um tempo para construir, um tempo para dançar e um tempo para partilhar, um tempo para espalhar pedras e um tempo para recolhê-las” (Eclesiástico, 3). Eu desejo e quero estar inteiramente presente em cada um desses momentos.

Mayer, Canísio. Só por hoje. São Paulo: Paulus, 2ª reimpressão, 2018.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *