Sábado, 12 de outubro de 2019

Só por hoje  quero contemplar e escutar crianças. Escutar o que falam, escutar o que os sorrisos e as lágrimas revelam, escutar o inaudível. Quero aprender com elas o importante desejo que trazem em seus olhos e em suas preces de serem cuidados. Quero repensar atitudes e comportamentos a partir da simplicidade de uma prece feita por uma criança que assim implorou: “Senhor, nesta noite quero fazer um pedido especial: que me transforme, Senhor, em um televisor. Queria ser eu o destaque da sala, queria ser ouvido com atenção quando falo, sem ninguém para interromper. Queria ser tão bem cuidado quanto ele quando algo não funciona. Ter a companhia de meu pai quando ele chega em casa, mesmo que esteja cansado do trabalho. E que minha mãe me buscasse, como faz com a TV quando está sozinha e aborrecida. Queria poder divertir todos eles, mesmo que às vezes não digam nada. Queria ter a sensação de que eles deixaram tudo para passar alguns momentos ao meu lado. Senhor, não peço muito. Só viver como vive qualquer televisor” (Oração de uma criança antes de dormir).

Mayer, Canísio. Só por hoje. São Paulo: Paulus, 2ª reimpressão, 2018.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *