Sábado, 07 de setembro de 2019

Só por hoje  quero ficar atento à lei mais universal. Lei que vale para todos os povos, crenças, continentes, raças e culturas: não fazer ao outro o que não gostaria que fizessem a mim. Sei que isso tem grande aplicação na minha vida diária, nas relações, nas amizades, no ambiente de trabalho, na convivência de um modo geral. Se há coisas que eu não gosto que me façam, vou evitar decididamente fazer isso aos outros. Quero e desejo viver esta lei de ouro: fazer aos outros o que eu gostaria que eles me fizessem. “Não devemos permitir que alguém saia da nossa presença sem se sentir melhor e mais feliz” (Madre Teresa de Calcutá).

Mayer, Canísio. Só por hoje. São Paulo: Paulus, 2ª reimpressão, 2018.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *