Sábado, 05 de outubro de 2019

Só por hoje  quero ser discreto. Duas imagens poderão me ajudar nessa arte da discrição: uma bateria de relógio e água. Quero ser como a  bateria de um relógio que é real, importante e essencial, mesmo que não seja visível. Mas ela faz mover, girar e acontecer. Ela impulsiona a máquina de um relógio. Quero ser também como a água que gera energia nas usinas, mas sem aparecer na luz que ilumina nossos ambientes. Ela possibilita, mas é discreta. Quero aprender da água e da bateria. Quero que o meu mérito esteja na grandeza de favorecer movimento, luz e vida para os outros. Quero contagiar pelo testemunho, quero diferenciar pela solidariedade e quero contagiar pela coerência de vida. “O nosso eu não é coisa feita, faz-se todos os dias” (Bergson). “É bom ser importante, mas é mais importante ser bom” (Sabedoria popular).

Mayer, Canísio. Só por hoje. São Paulo: Paulus, 2ª reimpressão, 2018.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *