Quinta-feira, 31 de janeiro de 2019

Só por hoje quero ser coerente. Quero aproximar teoria e prática, unir o que falo e o que vivo. Quero compreender que eu faço parte do mundo e que sou responsável por tudo o que acontece em minha volta. Quero compreender que a paz brota do amor à verdade, que a compreensão fortalece o brilho nos olhos, que a ética brota do companheirismo movido pela autenticidade (…) Quero ser mais maleável na convivência, menos exigente com os outros e mais disciplinado comigo mesmo. “A guerra sempre significa o fracasso da paz; é sempre uma derrota para a humanidade” (Papa Francisco).

Mayer, Canísio. Só por hoje. São Paulo: Paulus, 2ª reimpressão, 2018.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *