Quinta-feira, 24 de outubro de 2019

Só por hoje  quero silenciar para compreender a comunicação que acontece na escuta atenta, quero morrer para manias ou apegos para nascer melhor, quero conviver sadiamente com todas as pessoas para viver melhor. Só por hoje quero celebrar para recomeçar, renunciar para seguir, esvaziar-me para transbordar. Quero e desejo descer para subir, arriscar para amar, acolher para amar e ser autêntico para ser verdadeiro. “É só o amor que conhece o que é verdade” (Luís de Camões).

Mayer, Canísio. Só por hoje. São Paulo: Paulus, 2ª reimpressão, 2018.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *