Quarta-feira, 17 de abril de 2019

Só por hoje quero viver de forma solidária. Quero olhar para todas as pessoas em minha volta. Quero sentir mais a realidade das pessoas que lamentar minhas dificuldades. Quero buscar encontrar-me no olhar, na realidade, nas mãos calejadas, nas lágrimas, nos gritos silenciados, nos desejos abafados. Quero me encontrar no sorriso sincero, na generosidade gratuita, na liberdade sem fim. “Que a felicidade não dependa do tempo, nem da paisagem, nem da sorte, nem do dinheiro. Que ela possa vir com toda a simplicidade de dentro para fora, de cada um para todos (Carlos Drummond de Andrade).

Mayer, Canísio. Só por hoje. São Paulo: Paulus, 2ª reimpressão, 2018.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *