Quarta-feira, 16 de janeiro de 2019

Só por hoje  quero ser próximo, isto é, estar atento a quem eu decido me aproximar. Ser próximo é muito mais que estar próximo de pessoas especiais, é decidir dirigir-se a elas, preocupar-se com elas e estar solícito para elas. Quero ser olhar que compreende, mão que acarinha, coração que solidariza. Quero ser atitude, movimento e decisão que se dirige para quem precisa de mim. “Nos foram dadas duas pernas para andar, duas mãos para segurar, dois ouvidos para ouvir, dois olhos para ver. Mas por que só um coração? Porque o outro foi dado a alguém para nos encontrar” (M

Mayer, Canísio. Só por hoje. São Paulo: Paulus, 2ª reimpressão, 2018.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *