Quarta-feira, 12 de junho de 2019

Só por hoje  quero mergulhar e agradecer a experiência única, importante e transformadora do viver, isto é, a coragem de amar e a humildade em me deixar amar. Quero permitir a presença do amor, desejo senti-lo sem medo e, sobretudo, quero e desejo vive-lo no meu dia a dia. “Quero apenas cinco coisas: a primeira é o amor sem fim. A segunda é ver o outono. A terceira é o grave inverno. Em quarto lugar, o verão. A quinta coisa são teus olhos. Não quero dormir sem teus olhos. Não quero ser… sem que me olhes. Abro mão da primavera para que continues me olhando” (Pablo Neruda). “Que a minha loucura seja perdoada, porque metade de mim é o amor e a outra metade também” (Oswaldo Montenegro).

Mayer, Canísio. Só por hoje. São Paulo: Paulus, 2ª reimpressão, 2018.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *