Quarta-feira, 10 de abril de 2019

Só por hoje quero me questionar sobre o sentido de algumas realidades. Quero fazer uso dessa singular capacidade que é inerente ao ser humano: saber interpretar e buscar sentido em tudo. “Que sentido tem um discurso sem palavra ou uma fidelidade infiel? Que sentido tem um gesto sem gratuidade ou um conhecimento sem sabedoria? Que sentido tem um carinho que não acaricia ou uma mão que não afaga? Que sentido tem um líder que não lidera ou um trabalho que não realiza? Que sentido tem uma mística que não liberta ou uma pessoa que não ama? Que sentido tem um jardim que não encanta ou uma música que não ressoa? Que sentido tem uma riqueza que não enriquece ou uma educação que não constrói cidadania? Que sentido tem um olhar que não brilha ou um sonho que não decola?” (Canísio Mayer).

Mayer, Canísio. Só por hoje. São Paulo: Paulus, 2ª reimpressão, 2018.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *