Domingo, 3 de março de 2019

Só por hoje  quero mergulhar na grandeza e na ousadia de sonhar. Quero escutar as intuições que querem decolar dentro de mim. Quero alimentar belos e bons sonhos, sonhos que tenham asas, mãos e paixão. Sonhos que podem ser reais. Acima de tudo, quero manter-me jovem, pois é esse o rande ganho de quem não perde a coragem de sonhar acordado. Só por hoje quero ser profundamente íntimo dos meus sonhos e comungar dos sonhos alheios. “Nada te pertence mais do que os teus sonhos” (Friedrich Nietzsche).

Mayer, Canísio. Só por hoje. São Paulo: Paulus, 2ª reimpressão, 2018.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *