Domingo, 26 de maio de 2019

Só por hoje quero aproveitar todas as oportunidades para fazer a diferença. Quero elogiar o correto, quero me solidarizar com quem sofre, quero me alegrar com a alegria dos contentes. Quero sorrir com o meu jeito bem-humorado de ser. Quero estar presente como presente no momento presente. Desejo, sobretudo, abraçar mais para diminuir a ansiedade, aproximar corações e acalentar situações. Quero sinceramente abraçar. “Abraçar é dizer com as mãos o que a boca não consegue, porque nem sempre existe palavra para dizer tudo” (Mário Quintana).

Mayer, Canísio. Só por hoje. São Paulo: Paulus, 2ª reimpressão, 2018.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *