Domingo, 15 de setembro de 2019

Só por hoje  quero me desafiar. Quero refletir sobre os ganhos da persistência, os benefícios do investimento, na intensidade de tudo o que é passageiro. Quero mergulhar naquilo que faz a vida ser intensa e única. Quero reconhecer que a minha vida é finita, porém perpassada por um dinamismo infinito. “A perseverança é a mãe da boa sorte” (Miguel de Cervantes): “Se eu fosse imortal, inventaria a morte para encontrar mais prazer em viver” (J. Richepin).

Mayer, Canísio. Só por hoje. São Paulo: Paulus, 2ª reimpressão, 2018.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *