Domingo, 06 de outubro de 2019

Só por hoje  quero ser um espelho diferente, isto é, um espelho sem vidro, um espelho ambulante. Quero me ver não diante de algo estático – como é um espelho preso à parede -, mas diante das pessoas. Quero buscar me ver, compreender e encontrar numa relação sincera e respeitosa. Quero me ver na ponte que se instaura nos olhares, quero me encontrar na vibração de corações sintonizados. Quero aprender com quem pensa diferente de mim  e que não vive os mesmos valores que eu. Quero ser sensível e aprender da vida, aprender com esta frase poética que segue com grande força para o nosso dia a dia: “Aprendi que um olhar só tem o direito de olhar outro de cima para baixo para ajuda-lo a levantar-se” (Gabriel Garcia Marquez).

Mayer, Canísio. Só por hoje. São Paulo: Paulus, 2ª reimpressão, 2018.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *